segunda-feira, 2 de maio de 2011

Não se pode mudar nunca o que já passou, o que já aconteceu.

Um comentário: