segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Teoria de uma pequena lição

O julgamento pessoal para determinada atitude do outro, às vezes é inevitável pelo menos em nossos pensamentos. Mas quando decidimos gastar a nossa energia e o nosso tempo expondo para alguém ou para um determinado grupo de pessoas a nossa posição e raciocínio para tal atitude alheia precisamos nos lembrar de alguns pontos também.
Primeiro: Ao apontar um dedo pra uma pessoa, estamos apontando três para nós mesmos. Isso é papo velho? Possas crer que é real, experimenta fazer e olhar no espelho.
Segundo: COMO e PORQUE eu soube do comportamento desse alguém envolvido.
Terceiro: Será mesmo que estou ganhando algo construtivo levando essa informação adiante?

Essa é apenas uma lição do quanto podemos evitar mal entendidos, do quanto podemos aproveitar o pouco tempo que temos levando paz e boas vibrações para o próximo, mesmo esse próximo não sendo um AMIGO real pra você.

Não há melhor sensação de saber que estamos fazendo o certo para nós, sem que precisemos confirmar o tempo todo isso. Não importa o quanto pensem mil coisas contrárias ou diferentes, estamos em paz com nós mesmos e não há dinheiro ou coisas materiais que comprem isso ou levem de nós.

Uma pequena lição do quanto podemos amar e ser amados de forma generosa, independente do tipo de amor.

Tentando levar a teoria de uma filosofia de vida para a prática.
Sejamos humildes para admitirmos nossos erros.
Sejamos humildes para aprender com eles.
Sejamos felizes para encontrar nossos medos e trabalhá-los, buscando sempre o melhor para nós e pra quem nos cerca.


“Um dia me disseram
Que as nuvens
Não eram de algodão
Um dia me disseram que os ventos às vezes erram a direção
Quem ocupa o trono
Tem culpa
Quem oculta o crime
Também
Quem duvida da vida
Tem culpa
Quem evita a dúvida
Também tem..." - Engenheiros do Hawaii



Oaiana Sá Marques

2 comentários:

  1. "Sejamos humildes para admitirmos nossos erros.
    Sejamos humildes para aprender com eles.
    Sejamos felizes para econtrar nossos medos e trabalhá-los, buscando sempre o melhor para nós e pra quem nos cerca."

    gostei principalmente desse final! eu acho que é aprendendo com os nossos erros que buscamos o auto-conhecimento e assim ficamos de bem com a nossa essência!
    belas palavras neguinha!

    bjs.
    Edinho.

    ResponderExcluir