quinta-feira, 14 de julho de 2011

Vou conjugando meu destino aos mistérios dos tempos verbais
E assim tecendo argumentos, mantenho a minha razão
E assim jogando palavras, controlo o batimento do coração...
Ainda vou te chamar pra me ver voar...
Pode acreditar, eu sei voar!

Um comentário:

  1. Há muito tempo que eu penso nas coisas de asas e céu, há muito tempo que eu deixei de procurar deixar o chão.

    ResponderExcluir