sexta-feira, 26 de março de 2010





E toda água contida nas nuvens carregadas de rajadas
Caindo sobre meu rosto quente gota por gota
Molhando, lavando, mergulhando, me libertando
Deixa correr toda essa água
Gota por gota antes que transborde em minhas mãos geladas
Por entre meus dedos
Meus medos

Nenhum comentário:

Postar um comentário